PEPI
O que é o PEPI
Objetivos
Público-alvo
Benefícios à Empresa
Como a Empresa oportuniza desenvolvimento
Participação da Empresa
Abrangência
Mais informações
Coordenação e contato

O Projeto Extensão Produtiva e Inovação (PEPI), instituído pela lei estadual nº 13.839/2011, tem por objetivo o desenvolvimento econômico regional a partir do aumento da produção, do emprego e da renda. Se propõem a apoiar o aumento da eficiência e da competitividade das empresas gaúchas de pequeno e médio porte do setor industrial.

Opera por meio de Núcleos Regionais instalados em instituições universitárias ou tecnológicas, os quais são mantidos com recursos da Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI).

Cada Núcleo é formado por um coordenador, um assistente administrativo e extensionistas, que são profissionais formados nas áreas de administração, engenharia, contábeis, economia, entre outras, com especialidade em cada área de assistência técnica. O Núcleo também conta com o apoio de uma equipe de apoio da Instituição formada por especialistas nas diferentes áreas do Projeto. 

São objetivos do PEPI:

♦ Implantar Núcleos Regionais em parceria com entidades públicas e comunitárias visando o atendimento de empresas, cooperativas e APLs (Arranjos Produtivos Locais). O Núcleo Regional é a unidade básica do Projeto, formado por um grupo de técnicos especializados para resolução de problemas nas empresas.

♦ Incrementar a produtividade e competência sistêmica da cadeia produtiva.

♦ Apoiar as empresas no planejamento para investimentos de expansão e inovação.

♦ Tornar os diversos setores da economia gaúcha mais competitivos em termos de mercado interno e externo.

♦ Proporcionar que as empresas gaúchas busquem maior apoio junto a instituições ofertantes de serviços produtivos a empresas.

♦ Contribuir para a ampliação da rede de oferta de serviços produtivos a empresa.

O público-alvo envolve indústrias, preferencialmente de pequeno e médio porte, participantes de APLs e/ou de setores priorizados pelo Sistema de Desenvolvimento do Estado, pelas comunidades regionais e pelos planos de desenvolvimento dos COREDES.

A participação no Projeto é gratuita, porém as empresas deverão se comprometer a realizar investimentos ou contratar serviços para implantar as ações propostas em consenso com a empresa e os Extensionistas.

=> Avaliação de BENCHMARKING com empresas gaúchas e internacionais: Através de banco de dados do Projeto, é gerado um relatório que permite a empresa verificar o posicionamento frente a outras empresas similares.

=> ASSESSORIA direta nas seguintes áreas:

a) Produção Mais Limpa – aumento da eficiência produtiva através da aplicação do conceito de redução/substituição de resíduos .

b) Perdas – aumento da eficiência produtiva através da aplicação de ferramentas para redução de atividades que demandam tempo e não agregam valor ao produto.

c) Inovação – estabelecimento de um diferencial estratégico a partir de capacitação e aplicação de ferramentas adequadas ao nível de maturidade da empresa, visando o aumento da inovação em produto e/ou processo.

d) Planejamento estratégico – construção/revisão da estratégica empresarial, apoiando o estabelecimento de objetivos e metas acertadas para o curto, médio e longo prazo. Apoio na implantação das ações de curto prazo.

=> Participação em WORKSHOPS temáticos de capacitação e/ou geração de negócios.

=> Auxílio na identificação de soluções e fontes de recursos junto à REDE DE OFERTAS LOCAL e Governo do Estado. 

♦ Conscientizando, mobilizando e comprometendo-se com o Projeto.

♦ Informando aos colaboradores os objetivos do Projeto e a função desempenhada pelo extencionista.

♦ Lembrando que o extensiosnista não terá função executiva. Sua função é de conscientizar, orientar, treinar e capacitar as pessoas. Cabe à empresa absorver as informações e recomendações passadas.

♦ Nada é imposto pelo extensionista, todas as ações definidas são de comum acordo.

=> Não há custo para a empresa na primeira participação no Projeto

 O aporte de recursos da AGDI é um investimento no desenvolvimento da indústria gaúcha!


=> A empresa participante precisa se comprometer com:

 Responder ao questionário de benchmarking, disponibilizar horas de pessoal interno para viabilizar a execução do Projeto nas áreas que escolher, aportar os recursos necessários para implantação das ações que forem definidas pela empresa no âmbito do Projeto, realizar a avaliação do atendimento ao final do período, que tem duração de até 9 meses

Todas as regiões do Estado são atendidas pelo Projeto Extensão Produtiva e Inovação.

Cada região terá um fórum regional composto pela representação dos COREDES, das entidades empresariais e dos trabalhadores, prefeituras e outras instituições com tarefas de apontar as prioridades de atendimento. Conforme as prioridades, serão selecionadas as empresas que participarão voluntariamente do projeto.

Visite o site da AGDI (Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Inovação):
www.agdi.rs.gov.br

 

 

 

Coordenador: Luiz Fernando Costa Neves

Telefone: (51) 3541.6683
E-mail: nepifaccat@gmail.com

Endereço:
Faculdades Integradas de Taquara - FACCAT
Av. Oscar Martins Rangel, 4500 - ERS 115
95600-000 - Taquara - RS
Caixa Postal 84